Você in Foco

Tempo, o senhor da razão? (Por Fabiana Barboza e Verônica Ramos)

Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2024 às 08:33

Por Redação in Foco

1320027267747833

Por: Fabiana Barboza e Verônica Ramos

Estivemos pensando sobre a questão do tempo uns dias desses… Foi aí então que resolvemos escrever juntas. É claro que cada uma tem suas próprias experiências e questões a respeito deste tema. Mas acreditamos que poderíamos chegar a um denominador comum e aqui está o resultado:

O tempo pode ser o vilão ou o mocinho da história, depende do ponto de vista. O tempo não espera por ninguém. Nos dias atuais vivemos reclamando a sua falta, o difícil é encontrar quem diga que tem tempo, se é que é possível “ter” o tempo.

Porém, nosso foco aqui não é refletir sobre a falta ou a sobra de tempo, e sim os efeitos que o mesmo tem sobre a nossa existência. Há quem diga que o tempo é o “senhor da razão” e outros, que “o tempo cura tudo.”

Temos nossas duvidas, será que o tempo tem mesmo razão? Será que ele tem esse poder de curar ou só torna as coisas mais fáceis ou quem sabe, mais difíceis?

Estivemos refletindo sobre isso e acabamos por criar uma metáfora, que para nós explica o que o tempo efetivamente faz com as questões que muitas das vezes não conseguimos resolver ou que para as quais, num determinado momento da vida, não enxergamos a solução.

O tempo é como a água, quando nela depositamos algo em estado sólido, este algo fica ali e mais cedo ou mais tarde vai se diluindo até que possa ser visto completamente misturado a ela (o que nos lembrou muito a teoria de figura e fundo da gestalt). E isso tudo: a água e o que está diluído nela é a nossa existência. Esta “água” existe para tornar tudo que não podemos suportar, aceitar ou resolver, diluído, para que assim a “vida” nos possa ser mais suave.

O tempo tem esse poder, o que era um grande iceberg, agora está misturado e pode ser vivenciado com mais serenidade. O “problema” não deixou de existir, mas agora ele parece mais suave e suportável e você talvez já possa até sentir-se apto a encará-lo e apontar soluções fazendo escolhas conscientes e pra valer.

Não podemos deixar de dizer que nós somos peças fundamentais para que esse processo ocorra, afinal, somos responsáveis por nossas escolhas, e até para saber “esperar” o efeito do tempo é preciso saber escolher, caso contrário, tal efeito pode ser devastador.

E Não poderíamos deixar de citar Lulu Santos:

“E NÃO HÁ TEMPO QUE VOLTE AMOR, VAMOS VIVER TUDO O QUE HÁ PRA VIVER, VAMOS NOS PERMITIR.”

images


TEXTO: Verônica Ramos e Fabiana Barboza

Busca

anuncie

Anuncie no Mimoso in Foco

Clique aqui e saiba como anunciar
no maior portal de Mimoso do Sul

Mimoso in Foco 2024 - Todos os direitos reservados
J1 Studio