Fato real e emocionante: Amor de mãe não tem preço!

DSCN9995

O Site Mimoso In Foco vem homenagear as mães nesta matéria especial com a história de uma mãe que amou sem medida e que deu a vida a sua filha por duas vezes.

Iremos contar a história da mimosense Carlúcia, 33 anos, administradora e de sua mãe Lúcia, de 57 anos, dona de casa. Carlúcia atualmente reside em Vitória e sua mãe em Mimoso do Sul, no Bairro Vista Alegre.

A administradora Carlúcia precisou de um transplante de rim e recebeu o órgão da própria mãe numa história de amor, de doação e o principal de tudo: FINAL FELIZ!

Sofrimento desde os 09 anos de idade

Desde os nove anos de idade, Carlúcia vinha sofrendo com graves problemas de insuficiência renal, mas sua mãe, acompanhando tudo de perto, conseguiu dar a ela uma nova chance de vida com a doação de seu próprio rim após um transplante.

Transplante

Coincidências à parte, o transplante aconteceu exatamente no Dia Mundial do Rim no Centro Cirúrgico do Hospital Meriodional, em Cariacica. “Parte da equipe trabalhava na retirada de um de meus órgãos e em outra sala, médicos preparavam a minha filha para receber o meu rim. Não sei explicar o que senti nos momentos que antecederam aquele acontecimento, mas eu estava completamente realizada e para mim o que bastava era a saúde de minha filha”, disse.

A dor e desespero de uma mãe

O sofrimento de nossa mimosense Carlúcia durou muitos e muitos anos, mas há um ano e cinco meses sua condição piorou e ela necessitou de fazer tratamento com hemodiálise. “Minha filha fazia três sessões por semana e cada sessão durava quatro horas. Ninguém imagina a dor que é para uma mãe ver isso se passando com uma filha”, disse.

Resultado satisfatório

Após dois meses, o resultado do transplante pode ser considerado um sucesso e através da rede social Facebook, Carlúcia agradece a Deus e a sua mãe pelo belo gesto e pelas providencias divinas que fizeram com que o órgão fosse compatível.

Para quem não sabe o transplante é uma das alternativas para o doente renal crônico em fase terminal onde o paciente já perdeu as funções do rim.

DSCN9986

Entrevista no Jornal A Gazeta

Na época do transplante, o Jornal A Gazeta entrou em contato com Carlúcia e ela declarou emocionada: “Minha mãe me deu a vida novamente. Eu já estava sem esperança porque meus irmãos não puderam ser doadores”, desabafou.

E foi nesta manhã que nossa equipe de reportagem compareceu em sua residência no Bairro Vista Alegre, onde ela, com muito orgulho, segurou um retrato de sua filha e muito emocionada posou para uma fotografia.

O lado esquerdo, o lado do coração

Por curiosidade perguntamos qual rim ela doou para a sua filha. Se teria sido o esquerdo ou o direito. Emocionada, mais uma vez, Lúcia respondeu: “Foi o esquerdo, o lado do amor, o lado de nosso coração!”

Feliz Dia das Mães!

Só podemos terminar essa matéria desejando as nossas heroínas mães uma feliz semana em que se comemora o Dia das Mães, que aliás deveria ser comemorado todos os momentos. Amor sem medida? Só mesmo o amor de mãe!

DSCN9989

TEXTO E FOTOS: Renata Mofatti

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *