Eu fiz a feira! (Por Roney Moraes)

10364045_900886099926570_7918135653318408266_n
“Dupla delícia/ O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado”, Mario Quintana.

Por Roney Moraes

Jornalista, Teólogo, Psicanalista

A Bienal Rubem Braga foi um sucesso. O balanço que faço sobre o evento deste ano é o mais otimista possível. Até o local, a Praça de Fátima, ajudou. Mais segurança para os jovens, sem falar no espaço que esta edição possibilitou aos escritores locais. Na verdade, não vou falar do bienal, em si, mas agradecer a todos que fizeram parte deste que é o maior evento literário da região.

A feira literária me presenteou com três experiências enriquecedoras. A primeira foi, durante uma semana, conviver, trocar experiências, e até papo-furado, com grandes escritores, professores, jornalistas e alunos locais. A segunda foi com o lançamento do meu livro e a terceira (ainda vai dar pano pra manga e conto em outro momento) foi conhecer pessoalmente duas pessoas que admiro há anos. Paulo Franchetti e Márcia Tiburi. Ainda vou escrever algo especial sobre isso, mas como o tempo urge e a Sapucaí é grande… Deixo para a próxima.

Mas, o que eu quero mesmo é falar sobre livros. A variedade dos títulos e bons preços foram destaque nesta edição. Sempre cheios, era possível comprar livros, nos estandes, a partir de R$ 2,50.

Cerca de dez expositores ofereceram títulos de literatura infanto-juvenil, romances nacionais e estrangeiros, poesia e opções de livros-brinquedo, recomendados para despertar nas crianças o interesse pelo universo literário.

Outro destaque foi na Sala Rubem Braga, organizada pela Academia Cachoeirense de Letras (ACL), que disponibilizou livros a baixo custo dos autores capixabas. Eu fiz a feira na Bienal!

TEXTO: Roney Moraes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *