Boca no Trombone

Diário Oficial divulga desapropriações para a construção da Rodovia do Contorno

Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2024 às 11:06

Por Redação in Foco

desapropriação

O Diário Oficial do dia 12 de março de 2014 divulga desapropriação para Construção da Rodovia do Contorno em Mimoso do Sul.

Saiu no Diário Oficial a divulgação para desapropriações amigáveis ou judiciais de locais e residências ao longo do trajeto a ser construído na Rodovia do Contorno, que deverá ser iniciada no Bairro da Pratinha, passando acima dos Bairros Bela Vista, Santa Isabel, Morro do Cemitério, imediações próximo a Sub Estação da Escelsa, margem sul e norte do Rio Belmonte, imediações da Escola Monsenhor Elias Tomasi, Loteamento Cysne até a Rodovia Ely Junqueira.

O valor total da obra ainda não foi orçado e muitos outros detalhes para a execução não constam para maiores informações.

Em contato telefônico com algumas pessoas que poderão ter as suas casas desapropriadas, moradores que pediram para não ser identificados inicialmente, comentaram que já estão cientes e se reunindo para que a melhor solução seja tomada. “Nossa questão não é só relacionada a terra, a valores, mas uma vinda inteira de trabalho e de doação de uma pessoa com uma residência que poderá ser desapropriada, é por isso que estamos lutando”, disseram.

Outras pessoas que também pediram para não ser identificadas comentaram que gostariam de deixar claro que numa desapropriação o primeiro passo é desmanchar e não há o último passo que seria o da conclusão.

O caso tem provocado indignação por parte de internautas no Facebook, segundo eles, a Rodovia não irá desafogar o trânsito de Mimoso do Sul e com um valor que poderá ser muito alto, outras prioridades na cidade poderiam ser realizadas, como por exemplo, o asfalto na sede que até o presente momento não foi realizado, mais recursos para o Hospital Apóstolo Pedro e melhoria das estradas rurais.

Uma das residências que também faz parte do projeto de desapropriação é a do senhor Raymundo de Oliveira, popular Seu Amador, que contribuiu por mais de quarenta anos na prefeitura com trabalho árduo, exemplar e  atualmente precisa de cuidados médicos especiais. O servidor aposentado necessita de uma residência totalmente pronta a atender as suas necessidades, como a que reside há muitos anos. Sobre esse fato, moradores indagaram: “De que adiantou ele ter recebido menções honrosas se o que ele construiu cimento a cimento corre o sério risco de se acabar?”.

Imóveis que serão desapropriados conforme divulgado no Diário Oficial de 12 de março de 2014 (quarta-feira):

Uma área de 1.473,10 m2 que faz parte de um todo maior denominado “Triunfo”, “Boa Esperança” e “Pratinha”. Área esta confrontando-se com os senhores Honório Mofati, Antonio Gandini, Nelson e Octávio José Teixeira, Francisco Padilha, Arlindo Ferreira Gomes, que está em nome de Jorge dos Santos e sua cônjuge Mariléia Estachiote Taliuly Santos.

Outra área de 3.401,81 m2 com confrontantes acima citados Honório Mofati e Antonio Gandini com Nelson e Octávio Teixeira que está em nome de José Carlos dos Santos e sua cônjuge Maria José dos Santos.

Outra área de 15.257.22 m2 confrontando-se com os mesmos nomes citados acima e que também pertence a José Carlos dos Santos e sua cônjuge Maria José dos Santos.

Outra área de 5.000 m2 pertencente a Alcides Pintor.

Outra área de 3.051,04 m2 que está em nome de Vera Lúcia Gonçalves de Oliveira Siqueira.

Outra área de 8.539,52 m2 com limites territoriais em nome de Antonio Hilário Capetini Júnior e Daniel de Andrade Hilário.

Uma posse de terreno de 454,50 m2 em nome de Amador Raimundo de Oliveira e sua cônjuge Margarida Ribeiro de Oliveira.

Uma área de terreno medindo 32.50 m de frente por 43 m nos fundos em nome de Nilson Bossle Conci.

Uma casa limitando-se com Amador Raymundo de Oliveira e Luiz Carlos Martins e que está em nome de Jonas Viana Chanca.

Uma casa confrontando-se com Darcy dos Santos Fontes que está em nome de Jorge Santos de Oliveira e sua cônjuge Maria da Conceição Moraes de Oliveira.

Cinco posses de terreno nesta cidade, sendo quatro na Rua Presidente Vargas, medindo cada uma 10m de frente por 30m de fundo com área de 1.200m2 limitando-se pela frente com a dita rua, lados e fundo com Ana Tomaz Massaroni e um na Travessa que sai da Rua Presidente Vargas para o Alto São Sebastião medindo 9m de frente por 25m de fundo, limitando-se pela frente com a direita travessa, lado direito com os primeiros outorgantes, esquerdo com os segundos e fundo com Bárbara Barrozo.

Procedimento amigável ou judicial
Fica a Procuradoria Geral do município autorizada a proceder, via amigável ou judicial, mediante prévia avaliação, a desapropriação prevista neste decreto que tem por finalidade a abertura de via onde será construída a Rodovia do Contorno a ser realizada em parceria com o Governo do Estado do Espírito Santo. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário.

TEXTO: Renato Pires Mofati

Busca

anuncie

Anuncie no Mimoso in Foco

Clique aqui e saiba como anunciar
no maior portal de Mimoso do Sul

Mimoso in Foco 2024 - Todos os direitos reservados
J1 Studio