História de Mimoso

O início de nossas águas

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020 às 03:21

Por Redação in Foco
Quarta-feira, 22 de março de 2017, às 11h20.
hqdefault

Foto de Renato Pires Mofati: Chegada na nascente do Rio Muqui do Sul em 2002

Por Renato Pires Mofati

O início de nossas águas é na nascente do Rio Santa Marta: Forma-se com as junções de nascentes que se originam nas localidades de Alto Coqueiro (Boa Sorte), Fazenda Palmital, parte da Água Limpa e da própria sede da Fazenda Santa Marta. Atualmente encontra-se em estado crítico e esse é rio principal que abastece nossa sede.

Em alguns pontos da cidade agoniza em seu leito.

Rio Belmonte: Forma-se com as junções de nascentes que se originam nas partes altas da Região das Palmeiras, Água Limpa, Vargem do Cipó, Alto Pratinha e Farol. Atualmente seu volume de água está perigosamente baixo mas mantendo seu curso. Na sede ele se junta ao Rio Santa Marta e que logo a seguir se entregam as águas do Rio Muqui do Sul.

Rio da Serra: Forma-se com as junções de nascentes que se originam primeiramente na Serra da Invernada (Antiga Torre de TV), vertente da Termópilas e Altos do Café Moca. É o rio que segue por toda a extensão da Rua da Serra por de trás do campo do Independente e se junta ao Rio Muqui do Sul logo abaixo da antiga Banqueta. Atualmente em estado crítico!

Rio Muqui do Sul: Seu principal olho de água se forma no lugar conhecido por Córrego das Almas, nas terras da Fazenda da Doutora (Como é conhecido), e fica na localidade de Oriente em Conceição de Muqui. Tem as vertentes com queda para o lado baixo de Mimoso do Sul que ao longo do trajeto recebe afluentes. A outra vertente das nascentes segue para o município de Apiacá e Bom Jesus do Norte originando outro Rio por nome: Barra Alegre. Atualmente suas águas estão baixas a ponto de ver bancos de areia e formações rochosas em seu leito. Corta nossa cidade e deságua no Rio Itabapoana.

Busca

Mimoso in foco 2013 - Todos os direitos reservados
renatoalcantara.com