Educação e Cultura

INOVAÇÃO EM MIMOSO: Diretora apresenta a metodologia da “Escola Viva”

Sexta-feira, 25 de Maio de 2018 às 13:46

Por Redação in Foco
Segunda-feira, 05 de fevereiro de 2018, às
DSC_0478

Por Redação In Foco

Através da necessidade de incentivar e apoiar os estudantes no processo de reflexão sobre “quem ele sabe que é” e “quem gostaria de ser”, além de ajudá-lo a planejar o caminho que precisa construir e seguir para realizar esse encontro, Mimoso do Sul recebe o Programa Escola Viva, com a direção de Luciana de Sant’Anna.

Aulas e matrículas

As aulas serão iniciadas em 15 de fevereiro, na quinta-feira após o carnaval. Estão matriculados 236 alunos na Escola “Antônio Acha” que agora receberá o título de “Centro Estadual de Ensino Fundamental e Médio em Tempo Integral Antônio Acha”.

Sobre a diretora

Com 23 anos de experiência na área da Educação, selecionada em Processo Seletivo, Luciana de Sant’Anna, formada em Física e Matemática, assume a diretoria da Escola. Nascida em Mimoso do Sul, com trajetória iniciada como Professora de séries Iniciais em sala Multiseriada na zona Rural, Escola Pedro José Vieira, experiência na Superintendência Regional Extremo Sul no município de Mimoso do Sul com os Programas Saber Saúde, ProGestão, Procap e outros. Foi diretora escolar da Escola Pedro José Vieira, retornou as salas de aula atuando da escola Monsenhor Elias Tomasi e através de Processo Seletivo trabalhou como Diretora da Escola EEEM Antonio Sabatini Simoni por oito anos, conquistando um bom índice nas avaliações externas ( PAEBES/ENEM). “Agora enfrento esse novo desafio, na expectativa de fazer fluir meu trabalho nessa nova jornada”, diz.

Proposta

A proposta é que ao final do Ensino Médio, cada jovem deverá ter minimamente traçado aquilo que deseja construir nas dimensões pessoal, social e produtiva da vida, reconhecendo-se como autônomo, solidário e competente, sempre em conformidade com os princípios que regem o Programa:
Protagonismo; Pedagogia da Presença; Os 4 pilares (Aprender a ser, Aprender a conhecer, Aprender a conviver e Aprender a fazer); Educação Interdimensional. Quem tiver o interesse em se matricular e conhecer a metodologia proposta basta comparecer à escola.

Carga horária

Além da estrutura diferenciada e do currículo inovador, na Escola Viva os profissionais possuem dedicação exclusiva e o tempo que o aluno permanece na escola é de 9 horas e 30 minutos. A carga horária é das 07h30 às 17h00, sendo 1h20 minutos para o almoço e dois intervalos de vinte minutos para o lanche.

Inovações

O programa Escola Viva possui um conjunto de inovações: acolhimento aos estudantes, às equipes escolares e às famílias; avaliação diagnóstica/nivelamento; disciplinas eletivas; salas temáticas; ênfase prática em laboratórios; tecnologia de gestão educacional; tutoria; aulas de projeto de vida; aulas de práticas e vivências em protagonismo; aula de estudo orientado; e aprofundamento de estudo (Formação acadêmica; Formação para a vida e Formação para as competências do século XXI).

“Teremos excelência em Qualidade na Educação de Mimoso do Sul”

De Mimoso do Sul, a diretora Luciana de Sant’Anna Peres, a Coordenadora Pedagógica Edna Silva Freitas e a Coordenadora de Secretaria Evylane Medina, participaram de duas capacitações intensas sobre a metodologia do Programa e demais compreensões. “A metodologia do Programa vem de um amplo estudo no modelo da Escola da Escolha que no Espírito Santo leva o nome de Escola Viva. O modelo surgiu em Pernambuco onde alunos estudam em tempo integral com modelo pedagógico e modelo de gestão de Antonio Carlos Gomes da Costa que nos faz refletir sobre “Entender o jovem e as suas circunstâncias”; o foco da escola é o projeto de vida do aluno: o que ele sabe é e o que ele quer ser, independente da carreira a seguir. O Programa irá oferecer muito mais que qualidade na Educação de Mimoso, daremos retorno à sociedade através de nossos resultados.” conta a diretora.

Equipe de acolhimento

Toda essa semana de 05 a 09/02 foi dedicada ao acolhimento da equipe escolar, alunos, pais e responsáveis em que uma equipe de implantação interage, explica o programa. Os próprios estudantes (acolhedores) da Escola Ávila Júnior, de Cachoeiro de Itapemirim, realizaram esse acolhimento e serviram como exemplo de protagonistas de uma escola em que isso já foi implantado e deu certo.

Obras

A escola vai ser reestruturada fisicamente. Segundo a diretora, serão trocadas portas e janelas, reforma em parte do telhado, quadra de esportes, alambrados e piso. Inicialmente será feita uma pintura geral, dois banheiros novos, laboratórios de ciências e biologia, química, física e matemática, sala de artes. Novos mobiliários estão chegando na escola, cada aluno e professor terá seu próprio armário. Essa primeira etapa será finalizada no mês de abril. Já a segunda vai constar em construção de um refeitório novo, paisagismo, e diversas mudanças que podem proporcionar um olhar diferente sobre este espaço. “Nossa Equipe está engajada e com muita determinação em educar pelo trabalho e pelo exemplo”, finaliza.

Maiores informações através do telefone (28) 3555 4030.

DSC_0506

DSC_0469 DSC_0470 DSC_0472 DSC_0475 DSC_0478 DSC_0483 DSC_0488 DSC_0489 DSC_0493 DSC_0495

Busca

Mimoso in foco 2013 - Todos os direitos reservados
renatoalcantara.com